quarta-feira, setembro 29, 2004

Achei esse poema que fiz em janeiro de 2003... Não acho bom, mas vale posta-lo aqui.

Aborto

Aborto minhas idéias
Elas gemem
As arranco com força e crueldade
Eu não as quero!

- O que seria de mim se as tevessem dado luz?

Eu não as quero!
Elas gemem...

As arranco com força e crueldade.
De mim... De mim...
Elas não podem viver!

Aborto...
Ainda doi... E como doi!