segunda-feira, setembro 06, 2004

Recaida.
Um trago em um vinho barato:
Busco ilusões para entorpecer meus dias.

Me enforco numa corda feita de palavras,
Um poema forte e sem ritmo.
Mas ela não suporta e caio no chão.

Ninguem ouve o baque:
"O som não se propaga no vacuo"
Vacuo de ideias...